sábado, 27 de julho de 2013

Princípios básicos da gaita

Princípios básicos da gaita

Postura para segurar uma gaita

Iremos abordar a postura para segurar uma gaita. Preste atenção nesses detalhes abaixo:
Com firmeza, segure-a entre os de dos indicador e polegar da mão esquerda.

Observe no desenho abaixo que as notas graves ficam voltadas para o lado esquerdo e as notas agudas para o lado direito.Numeros para cima.














Agora sua mão direita será posicionada sob a Gaita em forma de concha, envolvendo-a. O conjunto mão esquerda - direita deverá envolver completamente a Gaita, formando assim uma concha acústica.
 Para isso, é importante que se consiga uma vedação razoável.



As gaitas diatônicas são disponíveis em 12 tons, você pode tocar qualquer musica em qualquer tom, mas se você for acompanhar uma banda ou um playback, você tem que tocar no tom que a musica está sendo tocada,

OS TONS DA GAITA DIATONICA
A letra S indica as notas sopradas da gaita
A letra A indica as notas aspiradas da gaita


 GRAFICO GAITA DO S/A




GRAFICO GAITA RE S/A



GRAFICO GAITA MI S/A




GRAFICO GAITA FA S/A







GRAFICO GAITA SOL S/A





GRAFICO GAITA LA S/A



GRAFICO GAITA SI S/A





GRAFICO GAITA FA# S/A



 








GRAFICO GAITA Sib S/A




GRAFICO GAITA Reb S/A









GRAFICO GAITA Lab S/A






GRAFICO GAITA Mib S/A





Gostaria de poder esclarecer algumas dúvidas para quem quer começar a tocar gaita harmônica diatônica, ou simplesmente falando a gaitinha de boca .
A harmônica diatônica (aquela de 10 furos) é um dos instrumentos mais úteis em aprender, porque ela é o tipo de gaita mais fácil de aprender. Muitas pessoas hoje em dia gostariam de tocar harmónica diatônica pela sua facilidade de uso, por ser um instrumento musical muito prático para acampamentos, viagens, roda de amigos, churrascadas, festas em geral, tocar sozinho em casa, e claro, tocar em sua banda! Aqui neste artigo sobre ‘Como Tocar Gaita Harmônica Diatônica‘ não pretendemos fazer ‘o guia definitivo’, mas sim mostrar elementos relevantes para você estar apto a tocar uma gaita diatônica, ou também chamada de gaita de blues.

Cuidando de sua Gaita
Primeiro, não trate sua gaita de boca como um brinquedo. Isso é um instrumento musical e vai oferecer-lhe muitas horas de prazer, e alegria se cuidar bem dele.
1. NÃO SOPRE COM FORÇA EXCESSIVA. Com o tempo isso pode prejudicar ou mesmo modificar o formato original das palhetas de dentro da gaita e modificando assim a sua sonoridade. Na maioria das vezes isso não tem conserto, ou não vale a pena consertar.
2. Deixe-a sempre limpa. Mantenha a sua gaita sempre dentro de um estojo quando for carregar ela no bolso para que ela não se encha de poeira ou fiapos por dentro.
3. Seja higiênico. Ao tocar gaita, tente não salivar muito nela. Depois de tocar uma música, bata suavemente de lado com os furos contra a sua palma da mão.
Achando as notas
Os furos da gaita são numerados de um a dez. Na primeira vez, tentar soprar em apenas um único furo parece ser impossível, mas com o tempo você perceberá que isso é perfeitamente possível.
Nos 10 furos da harmônica diatônica tem 20 notas diferentes, o ato de soprar e aspirar reproduz notas diferentes. Na verdade, existem apenas 19 notas diferentes, porque duas notas são as mesmas: você as consegue ao soprar no furo 2 e ao aspirar no furo 3.
Afinações e escalas
Muitos iniciantes ficam confusos e intimidados nesta questão das escalas e notas, e não é de se estranhar a quantidade de dúvidas. Então vamos ver as notas de uma gaita diatônica e o seus raciocínio por trás de seu layout.
As gaitas vêm afinadas de diferentes tonalidades, como você já viu, isso significa que dependendo de sua afinação, as suas notas mudam de posição. Como este é um artigo voltado para os iniciantes, nós focaremos apenas na tonalidade de Dó (C), pois é a mais comum e a mais indicada para os iniciantes justamente pela disposição das notas. As notas em uma harmônica em C serão mostradas logo abaixo:
Escala maior
Uma gaita com afinação em Dó( C) apresenta apenas uma escala completa, a escala maior em C. Vamos dar uma olhada nela. Observe os furos de 4 a 7. As notas desses furos são C, D, E, F, G, A, B, C, que formam uma escala maior em Dó.
Nada surpreendente, no entanto, olha para as notas nos furos de 1 a 4, veja como são diferentes. A sequência das notas fica com C, D, E, G, G, B, D, C. Um tanto confuso porque ao contrário das notas de 4 a 7, estas notas mais baixas não fazem parte da escala maior. Mas se você observar as notas produzidas com o sopro, que são C, E, G e C, você pode notar que estas notas fazem o acorde maior em C. É por isso que tocar essas notas ao mesmo tempo faz parecer essas notas “concordarem” uma com as outras.
Agora voltando para os furos 4 a 7. Note que ao soprar estes furos obtemos as notas C, E, G e C, que também formam outro acorde maior em C. Da mesma forma, as notas de sopro dos furos de 7 a 10 são também C, E, G e C. Mais um acorde em Dó. Assim, todas as notas de sopro de uma gaita diatônica em C do acorde em C. Isso não é um acidente, e esta é a razão pela qual as notas de sopro de uma gaita estão dispostas dessa maneira.
Da mesma forma, se você as aspirar as notas dos furos de 1 a 4 você obtêm as notas D, G, B e D. Estas notas vêm do acorde de Sol (G), e é um acorde muito importante quando se está tocando na tonalidade de Dó. Sopre e aspire repetidamente os furos de 1 a 4. Você consegue notar como esses dois acordes parecem corresponder bem um ao outro?
Este sistema de afinação também é conhecido como sistema de afinação Richter.
Notas que estão faltando
Neste processo de organizar a gaita para formar os acordes significa que algumas notas são “perdidas”, particularmente nos furos inferiores. No entanto, uma técnica comum de gaita chamada de “bending” permite que estas notas que estão faltando sejam tocadas.
Basicamente o bend ou bending consiste de você mudar a posição de língua, formato de boca e aplicar diferentes pressões ao respirar, e isso é um grande desafio ao tocar harmônica diatônica.
O que o bend  faz é diminuir a altura das notas. Nas gaitas harmônicas diatônicas  de tonalidade em Dó o bend é majoritariamente feito ao aspirar os furos 1,2,3,4 e 6, e ao soprar os furos 8,9 e 10. O diagrama abaixo mostra as notas normalmente obtidas através do bend em uma gaita em C.
As notas normais ao soprar e aspirar estão em negrito. Dá para notar também algumas notas extras como por exemplo do furo 1 ao aspirar com bend, esses acidentes são complicados de pegar para quem está começando, e serão vistos nas lições posteriores.
Como memorizar as notas
Levando-se em conta a grande variedade de tonalidade que uma gaita possa vir, e que cada tonalidade apresenta diferentes notas em diferentes posições, é natural um iniciante querer descobrir alguma técnica para memorizá-las. Mas eu tenho uma boa notícia, não é necessário memorizar essas notas, você não precisa ter memória de elefante para se dar bem nisso.
Em vez disso, a maioria dos tocadores de gaita baseiam-se por “graus da escala”.(números) Que é uma maneira de facilitar a procura por essas notas. Tudo é uma questão de prática e com o tempo você perceberá que não há necessidade de conhecer cada nota ao tocar harmônica diatônica.
EFEITOS e técnicas especiais
A gaita responde admiravelmente aos movimentos e contrações os mais mínimos da nossa boca e do nosso trato vocal, dos lábios até o início da garganta. Cada pequena variação pode criar um novo efeito sonoro diferente que podem ser tirados de uma gaita. Aqui vão os mais importantes:

Bend: é a distorção de uma nota, para fazer esse efeito, como outros efeitos, você tem que imaginar que a gaita pode falar,pegue o orifício 4 por exemplo e aspire come se estivesse pronunciando a palavra tiui, perceba que a sua língua se movimenta um pouco isso é que fara com que a nota se distorça fazendo assim o efeito bend, dessa maneira você pode fazer aspirando ou soprando.


Tongue blocking (ou vamping) :
Usando esta técnica, acordes rítmicos e melodia podem ser tocados ao mesmo tempo. Normalmente é tocado um acorde contendo a nota da melodia, e então as notas do acorde são bloqueadas com a língua. Efeitos similares podem ser conseguidos abrindo e fechando a embocadura ou deslizando a gaita de uma nota isolada para um acorde.
Então sopre dois orifícios ao mesmo tempo, e bata a língua em apenas um orifício, este é o tongue blocking.


Surdina e Vibrato (wah-wah)


surdina é o abafamento, de alguma forma, da produção de som de um instrumento musical. O vibrato é uma pequena variação regular de altura (grave e agudo), possível em quase todos os instrumentos musicais. Na gaita, a surdina é conseguida envolvendo a gaita com as mãos em forma de cúpula, do forma que a saída do ar fique abafada. Com isso, o ar funciona como um “abafador”, impedindo a vibração normal das palhetas. As notas saem então um pouco mais graves, uma coisa mínima, e por isso é difícil perceber diferenças no som; assim, o vibrato só pode ser percebido com a alternância entre o som fechado (com surdina) e o som aberto (sem surdina). Então no vibrato é importante a velocidade da abertura e fechamento da cúpula formada pelas mãos..

vibrato de garganta: Há um outro tipo de vibrato, muito mais difícil de se realizar, que é chamado de vibrato de garganta (ou gutural); sua produção e realizada numa variação da técnica de bend , variando levemente a altura das notas diretamente na garganta,pra fazer esse efeito você faz como se estivesse imitando uma ovelha, a ovelha faz BÉ,É,É,É,É, você faz como se estivesse falando U,É,É,É,É,É, percebe que no formato que a boca faz a letra U a boca é mais fechada e quando faz az repetições das letras É,É,É,É,É, a garganta vibra daí o chamado vibrato de garganta.

Articulação:
A língua pode ser usada para iniciar ou atacar notas diferentemente, as quais mudam o colorido das notas e adicionam um variedade de som à gaita. Essas articulações podem ser associadas com várias sílabas faladas, como dizendo "ta" ou "ka" ou "da" ou "ha" ou "ga" ou “rra” uaua, prrrr, etc. Articulações também podem ser feitas pele suave deslizar do lábio superior para fora da gaita e recolocando-o em um tipo de beijo da moda gaita. Articulações são mais fáceis utilizando a embocadura de bico, mas pode ser feitas também usando o bloqueio de língua. 
A articulação é um ótimo exemplo de como a gaita responde a qualquer movimento da boca em toda sua extensão. É possível por exemplo o experimento de se tocar uma melodia com letra falando (na gaita) a letra ao mesmo tempo, tentando aproximar ao máximo o som da articulação na gaita com o som da articulação normal do idioma.
Trinados ou shakes
Um balanço (shake) é o rápido alternância entre dois furos adjacentes. Os balanços são similar aos trinados, mas os intervalos maiores que 1/2 tom. Balanços são normalmente feitos balançando a cabeça de um lado para outro, mas também pode ser feito movendo a gaita, ou combinando os dois movimentos.
Glissar
È quando escorregamos a gaita de um orifício ao outro mais distante, geralmente fazemos esse efeito no inicio da música ou no inicio da frase. Além de ser um efeito legal, fazendo esse efeito fica mais fácil para achar a nota a ser tocada, basta colocar o ouvido em ação.

Como ler tablatura Tablatura:
Os números(123456789 10 )são os orifícios a ser soprados ou aspirados
Se houver um sinal de( –) antes do numero isso significa que deve ser aspirado o numero.
Se não houver sinal antes do numero significa que o numero deve ser soprado (alguns colocam o sinal de +)
Se houver uma aspa(’) depois do numero significa que deve ser feito um bend
Se houver este sinal(>) depois do numero significa que deve-se fazer o efeito (wawa)
Se houver pontinhos(..........)significa que devemos glissar ou escorregar a gaita
Se a houver o sinal de (~) significa que deve-se fazer o vibrato (movimento rápido com a mão direita em forma de concha atrás da gaita)
Se a houver parênteses (5 6) ou(-4-5) por exemplo, significa que deve-se fazer o "shake" escorregar agumas vezes de uma nota para outra
(Preparei este método pegando fragmentos na internet e alguns toques pessoais, espero ter ajudado). Deus abençoe a todos










3 comentários: